2007-01-03

a melhor versão de ano novo



amanhã será ontem

e um dia você vai se lembrar

é num sonho lacrado

que um deus te deixou sonhar


todas estas recordações

que te fazem chorar

joga tudo na fogueira

queima tudo na fogueira

do meu coração avatar



Versão livre de uma música do Rod Stewart

Versão de Moloi



*


(quadro de ondjaki)

11 comentários:

Rui disse...

Todos os dias começa um novo ano.

Abraço, Alice.

Anónimo disse...

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor de arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação como todo o tempo já vivido
(mal vivido ou talvez sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser,
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?).
Não precisa fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar de arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto da esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.
Para ganhar um ano-novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

Carlos Drummond de Andrade

legivel disse...

"amanhã será ontem"
hoje foi terça-feira
e sexta ainda vem longe
amanhã arde a fogueira
por acaso não sou monge
abaixo a inquisição
das chamas na noite escura
não arde meu coração
que se aquece na ternura.


beijos muitos.



(no post anterior perdi um comment enormeeeeee... )

lena disse...

um hoje presente, num ano presente, onde o amanhã já não existe...

alumio os sonhos com os olhos
transformo o isolamento da memória perto da ponte cinzenta
do outro lado o amanhã
intenso como se fosse ontem...

deixo-te um abraço doce Alice, um abraço cheio de carinho e um beijo meu

lena

Presença disse...

Como uma fenix, renasçamos das cinzas...

Feliz Ano Novo
Bjs

Vanessa disse...

Um ano cheio de coisas boas para ti, daquelas que não é preciso queimar e que podemos guardar junto do coração, é o que eu te desejo! O resto deita na fogueira... :)

Beijinho enorme*

Y. disse...

beijos.



____________


aos dois.

Amaral disse...

Não quero pensar no amanhã!
Olho o Sol que a nuvem destapou e vejo-me hoje num dia que sempre foi!
É um sonho?... É um sonho que eu vou descobrir, quando um dia fechar os olhos?...

Anónimo disse...

A GESTAÇÃO DE ALIECE por ALICE

Você nasce, cresce e amadurece.
É como se alguém estivesse batendo
Uma boa de uma fritada.
Você não sabe de nada,
apenas um ovo.
É instintivo e crucial
O ritmo desta vibração

chi kung for beautiful ladies

(roubado do blog do francisco)

Isabel disse...

Estive ausente.

Estava comigo o cansaço.

Deixei-o.

Ganhei força nas pontas dos dedos, nas pernas, no coração, e vim correndo com a açma solta ao vento ler-te.

Vinha renovada.
Depois de uma longa batalha.
Saio de ti cheia.

De nada , de tudo, de ti de mim, do mundo inteiro que pês nas tuas palavras.

Ai alice que bom é regressar.

Isabel

melgadoporto disse...

AVATAR
Será mesmo possível estarmos perante uma chave de tantos segredos.
Podemos ir desde uma manifestação corporal de um ser imortal, quase Supremo, passar por uma representação gráfica de um utilizador em realidade virtual e findar na Lenda de Aang, que deu origem a uma série de desenhos animados.
Acho que sim! Definitivamente uma chave que encerra muitos e muitos segredos.
Segredos que só um coração consegue guardar, nem que em cinzas seja!
Bj’s